gamerslance.com

Shiren the Wanderer - Revis√£o sobre Nintendo Switch


pico Chunsoft é uma software house e editora que os jovens certamente conhecerão graças à série Masmorra misteriosa ligado à marca de Pokémon, os mais velhos vão se lembrar disso para os vários capítulos de Dragon Quest lançado em NES e recentemente também no Nintendo Switch.

Você deve saber que, na realidade, a série Mystery Dungeon não nasceu realmente com Pokémon, mas muito antes de 1993 no Super Famicom com o jogo Torneko's Great Adventure: Mystery Dungeon.




Título no qual ele se fazia passar por um comerciante que tinha que percorrer várias masmorras em busca de materiais, objetos e armas raros que pudesse revender por um bom preço.

O jogo obteve grande sucesso na terra natal, então a empresa retorna após dois anos com um segundo capítulo, intitulado Mistery Dungeon: Shiren the Wanderer sempre no Super Famicom que verá luz no resto do mundo em 2008 com uma reedição para o Nintendo DS.

O segundo capítulo da saga Mystery Dungeon não está diretamente ligado ao primeiro, pois não teremos mais que lidar com um comerciante, mas sim com Shiren, um ronin vagabundo, que viaja pelas terras de Condor Dourado.

O ronin vagabundo nos acompanhará por cinco capítulos, ou até a Masmorra Misteriosa: Shiren, a Wanderer 5: A Torre da Fortuna e os Dados do Destino, conhecida por nós como Shiren, a Wanderer 5: A Torre da Fortuna e os Dados do Destino.


Este √ļltimo cap√≠tulo foi lan√ßado em 2016 no PlayStation Vita e em 2 de dezembro de 2020 viu a luz no Nintendo Switch e PC.



Gra√ßas a um c√≥digo que nos foi fornecido por Spike Chunsoft, hoje n√≥s do Binfogamer.com estamos aqui para falar sobre as fa√ßanhas da √ļltima aventura de Shiren, o vagabundo ronin.

Lar Doce Lar

A história se passa após os eventos de Shiren the Wanderer DS2 e Shiren the Wanderer 3, veremos o ronin errante silencioso acompanhado pelo fiel companheiro Koppa.

H√° uma torre que, segundo as lendas locais, oferece a quem chega ao topo a oportunidade de encontrar um deus capaz de mudar o destino de quem tiver sucesso no empreendimento.

Chegando na aldeia e indo para uma casa, Jirokichi, um jovem local, descobre que sua amada Oyu sofre de uma doença incurável desde o nascimento.


Com esta premissa, a silenciosa Shiren juntamente com Koopa partem em busca dos Dados do passado, presente e futuro com os quais eles podem alcançar o topo da torre mística, que uma vez escalada lhes permitirá mudar o destino dos pobres menina.

Aqui começa a aventura dos dois heróis que terão que enfrentar masmorras e labirintos capazes de mudar sua aparência a cada visita, todos cheios de monstros e saques raros.

Uma marca registrada

Começo por dizer que nunca toquei na série ligada a Shiren, este foi o primeiro capítulo para mim, e como um conhecedor da série Mystery Dungeon ligada à marca Pokémon assim que entrei no fantástico mundo dos jogos, imediatamente Você se sente em casa, deseja os gráficos, deseja os controles e a configuração geral do título e deseja uma jogabilidade quase semelhante à dos vários spin-offs de Pokémon.




Depois de entrar na primeira masmorra Eu imediatamente entendi o que eu tinha que fazer, gra√ßas √†s muitas horas gastas no Pok√©mon Dungeon Misterioso, ou o recente Terr√°rio do Vazio, gra√ßas ao fato de que ambos os t√≠tulos mant√™m a mesma configura√ß√£o de bot√Ķes, menus e interface.


Toda a ação se concentra dentro das várias masmorras e labirintos nos quais você terá que fazer seu caminho entre os inimigos, armadilhas presentes em um mapa que esconde uma grade invisível. Cada caixa marca a passagem das várias curvas, então pense nisso antes de dar um passo, o jogo nos níveis mais avançados é muito punitivo.

At√© mesmo ficar parado para recarregar sua vida pode custar o jogo. Voc√™ pode trazer aliados com voc√™, mas eles nem sempre ser√£o concedidos e ser√£o muito √ļteis para voc√™, pois voc√™ n√£o poder√° mudar o comportamento deles.

Armas, bast√Ķes m√°gicos, pergaminhos encantados e consum√≠veis ser√£o de fundamental import√Ęncia para voc√™ sobreviver √†s masmorras mais dif√≠ceis. Lembre-se sempre de colet√°-los durante as v√°rias explora√ß√Ķes e preste aten√ß√£o aos equipamentos e objetos que voc√™ decidir trazer devido a um estoque bastante limitado.

Os inimigos sempre serão exibidos na tela, você só precisa entrar na sala para poder ter uma visão completa, a menos que pressione certas armadilhas que a desabilitem.


A luta começará automaticamente assim que você entrar no campo de ação do inimigo e você só precisa pressionar um botão ou ativar um objeto ou habilidade no menu para tentar levar a melhor sobre os inimigos.




Se por acaso você morrer durante a exploração, perderá tudo o que ganhou, tanto dinheiro quanto itens, então gerencie bem cada exploração e pare quando achar que não pode ir mais longe.

Um monstro para um amigo

Durante o curso da aventura você pode fazer amizade com alguns tipos de monstros através de "pactos de amizade". Por exemplo, se você fez um com os Flamebirds, uma raça de criaturas presente no jogo, todos os monstros pertencentes a essa raça não irão atacá-lo, mas sim ajudá-lo na batalha.

Esses "pactos" podem ser comprados nas v√°rias aldeias, como outros itens, como armas e habilidades, ou podem ser coletados explorando as masmorras.

A noite n√£o traz nenhum conselho

O jogo integrou um ciclo dia-noite que muda a jogabilidade. Na verdade, durante o dia poderemos explorar as várias zonas e avançar de zona em zona com mais tranquilidade do que à noite.

Assim que escurecer seus piores pesadelos ressurgem mostrando o lado cruel do jogo, os monstros ficarão tremendamente fortes, às vezes até demais, você não conseguirá ler pergaminhos ou guardar comida no inventário, pois isso vai apodrecer, tornando-se também uma raridade em termos de disponibilidade.

Voc√™ odiar√° as se√ß√Ķes noturnas e estar√° ansioso para o nascer do sol, em alguns casos atrav√©s de objetos voc√™ poder√° aprimorar as estat√≠sticas de ataque e defesa, permitindo-nos resistir o m√°ximo poss√≠vel.


Mesmo os monstros ser√£o capazes de receber esses b√īnus, basta atirar o objeto errado e acert√°-los para ver imediatamente o seu b√īnus transformado em um malus.

O título apresenta como original um setor multiplayer local e online no qual um amigo pode vir em nosso socorro e vice-versa, você também pode desafiá-lo em um confronto 1v1 obtendo assim seus objetos como recompensa.

Al√©m disso, o conte√ļdo p√≥s-jogo √© expandido com tr√™s novas masmorras muito dif√≠ceis, pois possuem regras muito precisas a serem respeitadas, por exemplo, em uma voc√™ ter√° um n√ļmero m√°ximo de voltas para complet√°-la, aumentando assim a longevidade generosa proposta pelo t√≠tulo base .

O esplêndido pixelart

O título roda em um motor gráfico 2D (como o já mencionado Mystery Dungeon da marca Pokémon e os títulos nostálgicos do Super Nintendo) que na tela do Nintendo Switch consegue realmente renderizar bem, especialmente se jogado no modo portátil, graças também a um setor artístico verdadeiramente excelente e capaz de criar uma atmosfera própria.

Nenhuma melhoria é introduzida devido ao maior poder do hardware, permanecendo idêntico ao homólogo no PlayStation Vita.

Para acompanhar os gr√°ficos fant√°sticos h√° a trilha sonora que traz can√ß√Ķes de 16 bits, algumas muito repetitivas e outras que conseguem se destacar ao mesmo tempo que s√£o muito cativantes.

Vamos salvar Oyu!

As fa√ßanhas de Shiren e Koppa nos convenceram? Absolutamente sim, se voc√™ √© um amante do g√™nero ou j√° jogou os mencionados Mystery Dungeons e similares, recomendamos Shiren the Wanderer: A Torre da Fortuna e os Dados do Destino, que em 2020 ainda permanece um t√≠tulo muito v√°lido com alto grau de dificuldade e com um pre√ßo que √© v√°lido dada a quantidade de conte√ļdo presente.



Adicione um coment√°rio a partir de Shiren the Wanderer - Revis√£o sobre Nintendo Switch
Comentário enviado com sucesso! Vamos revisá-lo nas próximas horas.