gamerslance.com

Pok√©mon Sword and Shield - An√°lise do √ļltimo esfor√ßo do Game Freak


Passados ‚Äč‚Äčmais de vinte anos desde o nascimento da marca, o sonho de todos os f√£s de Pok√©mon foi realizado.

Pok√©mon Espada e Pok√©mon escudo s√£o o primeiro par de t√≠tulos da s√©rie principal a chegar em um console dom√©stico, ap√≥s 7 gera√ß√Ķes de jogos port√°teis.

No passado eles tinham saído numerosos títulos derivados, do Pokémon Stadium no Nintendo 64, até um Pokémon Let's Go Pikachu e Let's Go Eevee proprio no Nintendo Switch.




Eles no entanto trouxe in√ļmeras mudan√ßas na estrutura do jogo, oferecendo uma experi√™ncia muito diferente do que normalmente se esperava.

O in√≠cio da oitava gera√ß√£o Pok√©mon, por outro lado, quer oferecer aos f√£s da s√©rie uma aventura com o estilo cl√°ssico que se manteve quase inalterado por mais de vinte anos, trazendo ao mesmo tempo v√°rias inova√ß√Ķes para enriquecer a experi√™ncia.

Ser√° que a Game Freak ser√° capaz de nos surpreender, levando a marca a novos patamares sem esquecer o que a tornou t√£o popular? Descubra em nossa an√°lise.


Uma história épica, mas muito apressada

Na raiz de todos os jogos Pokémon lançados até agora, está o experimentado e testado estrutura de oito academias especialize-se em apenas um tipo para acessar o Liga Pokémon e, por fim, derrotar o campeão, interrompendo os planos de uma organização criminosa no processo.

Pok√©mon Espada e Escudo eles n√£o tentam quebrar este ciclo, a fim de prop√ī-lo em uma nova roupagem. As lutas no gin√°sio s√£o agora eventos reais que enchem os est√°dios de espectadores, e para participar voc√™ deve primeiro ser reconhecido por uma autoridade da √°rea, como acontece com jogadores de esportes no mundo real.




Dentro do tour usual e linear das academias são adicionados a mitologia e os mistérios da região de Galar, sobre as lendas sobre um herói enigmático armado com uma espada e um escudo que teria salvado o reino centenas de anos antes.

Seguindo a tendência já introduzida em Pokémon X e Y e expandida por Sol e Lua, é ainda mais frequente o uso de cutscene no motor em oposição aos diálogos estáticos de títulos anteriores.

No entanto, nenhum desses são dublados, no entanto, nos forçando a ter que ler longas linhas de texto para entender o que está acontecendo.

Apesar deste maior foco nas sequ√™ncias do enredo, fatores cruciais como o passado de Galar permanecem um segredo para a maior parte do jogo, com apenas ligeiras refer√™ncias a ele ao longo da aventura e todas as respostas trouxeram apenas um passo de dist√Ęncia do final.

Assim, resta a impressão de ter perdido algo, que esses mistérios deveriam ter tido um papel mais importante durante uma jornada que nos viu focados exclusivamente na conquista de medalhas.

A aventura principal é bem curta, nós do Binfogamer.com conseguimos vencer o campeão após 12 horas sem muita pressa e parando para explorar todas as rotas e cidades que tivemos a oportunidade de visitar.

Também está presente um episódio pós-jogo que expande a história e apresenta novos personagens, mas também chega ao fim em nenhum momento.


Não estávamos nem mesmo convencidos com o nível de desafio proposto. No decorrer da nossa aventura tentamos aumentar artificialmente a dificuldade, evitando confrontos selvagens e lutas contra os treinadores para não ganhar pontos de experiência.



Apesar disso, frequentemente nos encontramos tendo Pokémon de nível superior ao dos Líderes de Ginásio que tivemos que enfrentar.

A principal falha atribuímos à partilha da experiência entre todos os Pokémon da equipa sempre activos, sem qualquer possibilidade de o desactivar como nos títulos anteriores.

Enquanto por um lado pode remover o cultivo tedioso de pontos de experiência, por outro nós nos encontramos ganhando muito e muito rapidamente para sermos capazes de ter um nível adequado de dificuldade.

Uma opção simples teria dado a diferentes tipos de jogadores a chance de escolha que tipo de experiência receber, então nos perguntamos por que ele foi removido nesses jogos.

O maior mundo Pokémon de todos os tempos

Livre das limita√ß√Ķes de um console port√°til, uma das maiores expectativas para esses jogos era que eles entregassem um grande mapa para explorar, cheio de detalhes, personagens e Pok√©mon para capturar.

A Game Freak decidiu, portanto, dividir o mapa em duas se√ß√Ķes: os cl√°ssicos cidades e rotas lineares como j√° vimos nos jogos Nintendo 3DS, agora s√£o colocados lado a lado com Terra Selvagem, uma √°rea de mapa aberto que discutiremos em detalhes mais tarde.

No que diz respeito à exploração clássica, entretanto, nenhum progresso particular foi feito, exceto do ponto de vista gráfico.


Tanto as estradas rurais quanto as cidades são carregadas de detalhes e cheias de habitantes, com cenários de fundo particularmente sugestivos que dão a ideia de um enorme mundo a explorar, quando na realidade só teremos acesso a uma pequena porção da região de Galar.



Mesmo as maiores cidades, cheio de prédios, becos e npc permitem que você entre em apenas um punhado de casas, onde você pode conversar com seus residentes.

Em alguns casos, além disso, os interiores são repetidos, com apenas o npc que encontraremos no interior para distinguir uma casa da anterior.

Além dessas poucas casas, em cada cidade é possível visitar apenas o Centro Pokémon, o Ginásio, as lojas e alguns edifícios importantes para os fins do enredo.

Os caminhos seguem a mesma filosofia, sempre resultando em deuses corredores extremamente lineares com apenas ramos ocasionais para apanhar um objeto que est√° fora da estrada principal.

Os dias em que nos perdemos por horas em busca da saída em cavernas escuras e labirínticas estão, portanto, longe, uma correção talvez um pouco agressiva demais que limita a liberdade de movimento do jogador.

Mapas t√£o fechados sobre si mesmos, sem possibilidade de controle da c√Ęmera, aliados a uma progress√£o extremamente guiada eles quebram a ilus√£o de estar em um mundo livre e sem limites, uma promessa reservada exclusivamente para as Terras Selvagens.

No entanto, é uma nota positiva o abandono completo do antigo sistema NM, movimentos que você teve que ensinar ao seu Pokémon para superar certos obstáculos.

Já nos títulos de sétima geração um passo importante havia sido dado nesse sentido, substituindo os movimentos por "Pokémon para alugar" para chamar na hora de precisar superar a barreira em questão.

Em Pokémon Sword and Shield esta ideia é desenvolvida ainda mais. Nunca encontraremos os proverbiais arbustos para cortar ou pedras pesadas para mover, e áreas avançadas ficarão temporariamente inacessíveis apenas por motivos de enredo.

Também viagem rápida de um local para outro, uma vez relegado para as fases finais do jogo, é desbloqueado muito cedo, dando ao jogador uma opção extremamente confortável e rápida para recuar imediatamente.

Pokémon na selva

Uma das inova√ß√Ķes mais populares introduzidas em Pok√©mon Let's Go Pikachu e Let's Go Eevee foi a aus√™ncia de encontros aleat√≥rios, com todos Pok√©mon selvagem vis√≠vel no mundo superior.

Pokémon Sword and Shield assumem esse sistema, mas dando a ele um novo ajuste para aprimorar ainda mais a experiência de busca e captura de nossos monstros favoritos.

Tanto nos caminhos normais quanto na selva, veremos Pokémon de todos os tipos giram livremente, com as áreas de grama alta servindo como pontos de desova simples para as várias criaturas.

À medida que nos aproximamos deles, cada um reage de maneira diferente, que vai tentar escapar, que vai correr em nossa direção em busca de uma luta e que vai ficar parado e olhar para nós.

Porém, grama alta não é uma área segura: junto com os Pokémon que caminham ao nosso lado Encontros aleatórios também voltaram, embora muito menos frustrante do que os títulos anteriores.

Caminhando na grama alta, ocasionalmente veremos um ponto de exclamação aparecer e correr em nossa direção. Entrar em contato conosco iniciará uma luta contra um Pokémon selvagem, mas sempre teremos tempo suficiente para reagir e evitá-lo.

Embora uma grande variedade de criaturas vagando livremente ainda sejam vistas no mundo superior, algumas podem aparecer apenas por meio de encontros aleatórios, de modo a não torne muito fácil encontrar todos os Pokémon do jogo.

No entanto, os colecionadores não têm nada a temer, pois o tipo do primeiro Pokémon de sua equipe afetará o tipo daqueles em encontros aleatórios, permitindo assim algum nível de controle sobre quem vamos encontrar em qualquer área de grama alta.

Gostaríamos de promover este sistema com louvor, pois equilibra perfeitamente a impressão de um mundo Pokémon vivo e povoado, a possibilidade de evitar encontros indesejados e uma pitada de mistério sobre o que está escondido entre os grossos tufos de grama.

A √ļnica desvantagem deste sistema √©, portanto, o limite de n√≠vel imposto pelo n√ļmero de medalhas possu√≠das.

De facto, se nos títulos anteriores a obtenção de uma medalha permitia obedecer a Pokémon obtidos por troca acima de um determinado nível, agora esta barreira estende-se à possibilidade de captura de Pokémon selvagens.

Em outras palavras, se por acaso tivermos a chance de capturar apenas Pok√©mon abaixo do n√≠vel 30 e toparmos com um do n√≠vel 40, nossas √ļnicas op√ß√Ķes ser√£o derrot√°-lo ou fugir.

Essa limitação parecia injusta para nós para jogadores que teriam habilidade suficiente para capturar um Pokémon muito mais forte do que eles, bem como para aqueles que terão que desistir de adicionar ao seu time encontros tão raros e fortuitos.

O primeiro passo tímido em direção ao mundo aberto

Como já mencionamos, um conceito completamente novo para a série foi adicionado ao nível de design clássico do Pokémon, o Terra Selvagem.

Esta enorme √°rea localizada no centro da regi√£o representa a primeira vez em que a explora√ß√£o n√£o √© limitada por rotas predeterminadas, mas o jogador √© livre para ir aonde quiser e tem o controle total sobre a c√Ęmera do jogo.

Como em rotas normais, h√° um mistura de encontros aleat√≥rios e Pok√©mon gr√°tis no mundo superior, com as esp√©cies que podem ser encontradas dependendo da √°rea em que nos encontramos, das condi√ß√Ķes atmosf√©ricas e da hora do dia.

Esses Pokémon podem ser de qualquer nível, a par da nossa equipa e muito superior, criando jogos com um desfecho sempre imprevisível.

Como afirmado anteriormente, no entanto, se um Pokémon é de um nível muito alto não teremos chance de pegá-lo.

Durante a aventura, no entanto, o nível médio do Pokémon presente vai crescer gradualmente, tornando raros os encontros com criaturas de um nível muito inferior ao nosso.

Ao redor do mapa, você também pode encontrar algumas rochas ocas luminosas estranhas, os antros de Pokémon Dynamax.

Ao interagir, obteremos deuses Watt, uma moeda especial que pode ser usada dentro das Terras Selvagens, e se houver um Pokémon dentro dela, podemos começar um Raid Dynamax, que discutiremos em detalhes posteriormente.

Além de capturar Pokémon, existem algumas outras atividades. De fato, encontraremos em árvores frutíferas para ser agitado para obter bagas preciosas, porém, correr o risco de ser atacado por um Pokémon que vivia nos galhos da árvore, ou em vários objetos no solo gerados aleatoriamente cada vez que visitamos a área

Finalmente, existem v√°rios NPCs que nos oferecer√£o v√°rios itens √ļteis em troca de Watts. Estes podem variar de itens √ļteis para o competitivo aos ingredientes para o curry e Discos T√©cnicos para ensinar novos movimentos √† nossa equipe.

Esta √°rea tamb√©m tem o segundo prop√≥sito de ser uma lobby online. Se estivermos conectados √† internet, poderemos ver os avatares de outros jogadores vagando pelo mapae recebem in√ļmeras notifica√ß√Ķes quando pegam algum Pok√©mon ou iniciam um Dynamax Raid.

Porém, não poderemos interagir diretamente com esses avatares, mas teremos que abrir um menu especial para poder buscar jogadores com os quais comércio, luta ou ataque exatamente como nas cidades e nas rotas normais.

Uma √ļltima atividade que podemos fazer dentro e fora das Terras Selvagens √© o Pok√©campeggio, uma vers√£o renovada do Pok√©mon Refresh que nos permitir√° abra√ßar e brincar com nossos Pok√©mon e tentar nossa sorte em um minijogo para prepar√°-los com curry.

No entanto, vagar por essa área de mapa aberto enquanto estamos online nos permitirá visitar os acampamentos de outros jogadores e também interagir com seus companheiros de equipe.

Essas Terras Selvagens s√£o, portanto, um excelente experimento para criar uma √°rea semelhante a um MMO de mundo aberto, mas ainda carece de atividades para fazer dentro deles.

Ali√°s, al√©m da captura de Pok√©mon e da troca de Watts por ferramentas n√£o teremos nenhuma raz√£o para visit√°-lo, j√° que a hist√≥ria principal e todas as miss√Ķes secund√°rias ser√£o definidas fora dela.

O Pokémon Dynamax gigante

Como Mega Evolutions na Geração VI e Z-Moves na Geração XNUMX, esses jogos também apresentam seu próprio truque exclusivo para batalhas. Neste caso é o forma Dynamax e Gigantamax, que aumentam o tamanho do pokémon.

Eles vêm como uma tentativa de equilibrar e mesclar os dois truques anteriores, removido completamente desses jogos.

O treinamento Dynamax na verdade, é acessível a todos os Pokémon, mas apenas uma vez por batalha, só dura três turnos, transforma todos os movimentos do Pokémon em movimentos variantes mais poderosas e com efeitos secundários especiais e aumenta suas estatísticas de batalha.

A forma Gigamax mecanicamente funciona da mesma maneira, mas além do tamanho, a aparência dos poucos Pokémon que podem usá-lo também muda.

Como Mega Evolutions, apenas algumas espécies têm acesso ao Gigamax, e dentro deste pequeno grupo apenas o Pokémon pego em Raids eles podem se transformar.

Uma falha fatal dos dois truques anteriores foi que, uma vez obtidos, eles sozinhos tornaram o resto do jogo excessivamente fácil, pois em qualquer luta contra o CPU se transformaram em vitórias quase garantidas.

Em vez disso, Dynamax pode ser usado exclusivamente em certos encontros predeterminados, ou seja, as lutas contra os líderes das academias, a Liga Pokémon e os Dynamax Raids, todas batalhas nas quais o oponente também terá acesso a esta forma especial.

Pelo menos no que diz respeito ao pve, no entanto, a mec√Ęnica ainda falta a profundidade necess√°ria para oferecer uma variedade de estrat√©gias durante as batalhas.

Na verdade, para desafiar outros treinadores controlados pela CPU, ser√° simplesmente uma quest√£o de escolher se ir√° us√°-lo para eliminar rapidamente todos os seus times, exceto o √ļltimo Pok√©mon, ou se ir√° reserv√°-lo para quando eles tamb√©m ativarem seu Dynamax com o √ļltimo membro do sua equipe.

Nei Raid Dynamax em vez disso, é suficiente para o jogador que possui um movimento supereficaz contra o chefe adversário ativá-lo o mais rápido possível para aumentar o dano infligido e concluir a luta mais rápido.

No entanto, tem o potencial de mudar profundamente o metagame de batalha competitiva, especialmente no formato VGC, que vê os jogadores competirem em batalhas de duplas.

Como esses novos títulos acabaram de ser lançados, ainda é cedo para fazer um julgamento definitivo, aguardando que os fãs desenvolvam suas estratégias para futuros torneios.

A chegada de enormes batalhas com chefes

Outra novidade do título é a introdução do Raid Dynamax que mencionamos anteriormente, ou batalhas cooperativas em que quatro jogadores se unem para enfrentar um Pokémon Dynamax ou Gigamax muito poderoso.

Eles podem ser iniciados interagindo com um dos Covis Pokémon espalhados por toda a Natureza de onde sai um raio de luz ou junta-se ao ataque de outra pessoa se estiver conectado à Internet.

Embora eles também possam ser resolvidos sozinhos com a ajuda de três aliados da CPU, inteligência artificial é bastante decepcionante e muitas vezes enviará Pokémon inadequados para o desafio atual para o campo.

Na verdade, o foco est√° em enfrentar esses chef√Ķes enormes, cooperando com outros jogadores em redes locais sem fio ou online.

Nos níveis de dificuldade mais altos, em certos intervalos de HP predeterminados, o Pokémon Dynamax criará uma barreira capaz de anular qualquer ataque e solicitará de três a cinco ataques a serem destruídos, com Dynamax move-se capaz de remover dois entalhes da barreira.

Embora o jogo apresente essas batalhas como o pico m√°ximo de dificuldade, elas acabam sendo Bastante simples.

Com uma equipe bem organizada é possível eliminar qualquer chefe em menos de três turnos antes de ter a chance de pegá-lo, embora um erro do grupo ainda possa se transformar muito rapidamente em uma derrota.

Apesar de tudo, ainda é muito divertido organizar-se com os amigos para enfrentar estes adversários gigantescos.

A falta de um chat de voz no entanto, torna-se mais dif√≠cil desfrutar plenamente desses encontros, embora o jogo tente nos dar uma id√©ia das inten√ß√Ķes de nossos aliados.

Como são os selvagens um experimento com potencial muito alto que esperamos ver revivida e melhorada no futuro, talvez com a obrigação de aplicar estratégias mais complexas para sair vitoriosos em dificuldades maiores.

Depois de passar por essas batalhas n√≥s receberemos v√°rias recompensas, de um n√ļmero muito alto de Watts a doces para aumentar os pontos de experi√™ncia de nosso Pok√©mon e muitos outros itens √ļteis para a competi√ß√£o, simplificando muito a fase preparat√≥ria para jogadores que querem tentar a sorte em batalhas uns contra os outros.

Um lado técnico flutuante

Um dos t√≥picos de discuss√£o mais acalorados entre os f√£s da s√©rie nos √ļltimos meses tem sido o lado t√©cnico do jogo.

Na verdade, durante a E3 deste ano, foi revelado que muitos Pok√©mon de gera√ß√Ķes anteriores n√£o seriam transfer√≠veis nestes novos t√≠tulos, como Game Freak teria dedicado mais tempo para cuidar de gr√°ficos e anima√ß√Ķes removendo-o da implementa√ß√£o de todas as criaturas de bolso.

O produto final leva resultados flutuantes, com algumas partes do jogo extremamente selecionadas e outras que definitivamente precisam de mais atenção.

Do ponto de vista do desempenho, o Pokémon Sword and Shield se mantém perfeitamente, oferecendo um experiência sólida a 30 fps estável, exceto nas Terras Selvagens quando conectado à internet, situação em que aparecem quedas graves na taxa de quadros.

No modo encaixado o jogo mant√©m um na maior parte do tempo resolu√ß√£o de 1080p, aproveitando um ajuste de resolu√ß√£o din√Ęmico para manter a taxa de quadros est√°vel. Em modo port√°til a experi√™ncia √© a mesma, s√≥ reduzido para 720p.

As texturas, no entanto, costumam estar em baixa resolução e é anti-aliasing completamente ausente, muitas vezes criando bordas serrilhadas ao redor dos objetos, mesmo que o todo seja ladeado por efeitos de iluminação bem feitos e cuidados.

Se os elementos da paisagem, como cidades, montanhas e √°rvores forem vis√≠veis a uma grande dist√Ęncia, os Pok√©mon e NPCs sofrer√£o de um problema pop-in muito s√©rio, em que aparecem na tela a uma dist√Ęncia muito curta de nosso personagem.

Em certas situa√ß√Ķes, √© at√© poss√≠vel ir para correr para um obst√°culo invis√≠vel s√≥ para perceber mais tarde que o jogo ainda n√£o carregou o modelo 3D do personagem com o qual colidimos.

Mesmo durante as batalhas, fundos extremamente refinados s√£o alternados, com elementos da paisagem do mundo superior presentes no campo de batalha, com fundos suaves de uma √ļnica cor uniforme.

Finalmente tamb√©m as anima√ß√Ķes muito discutidas apresentam-se com um n√≠vel de qualidade inconsistente. Em certos casos estaremos diante de anima√ß√Ķes extremamente precisas e din√Ęmicas, enquanto outros movimentos ser√£o representados apenas por um efeito gr√°fico na tela sem qualquer rea√ß√£o do executor do ataque.

Damos uma nota de mérito à vontade de conseguir o melhor de e de forma inteligente os recursos exclusivos do novo console.

Alguns quebra-cabeças de ginástica e o minijogo de culinária fazem excelente uso do giroscópio Nintendo Switch e da vibração HD, tornando-os assim mesmo opcional para jogadores que não apreciam esses recursos.

Como de costume, o setor de √°udio, por outro lado, continua de excelente qualidade, fornecendo um grande n√ļmero de faixas memor√°veis ‚Äč‚Äče sempre adequadas ao contexto.

N√≥s nos perguntamos, no entanto, por que tornar as op√ß√Ķes de ajuste de √°udio mais avan√ßadas uma ferramenta a ser encontrada, em vez de algo acess√≠vel desde o in√≠cio.

Em conclus√£o

Pok√©mon Espada e Escudo eles se apresentam como uma boa estreia da s√©rie em um console dom√©stico em HD. Inova√ß√Ķes como Terra Selvagem ed o novo sistema de namoro selvagem s√£o um passo importante para a s√©rie, que esperamos ver revivida e mais refinada no futuro.

Infelizmente, a hist√≥ria, a explora√ß√£o e a nova mec√Ęnica de batalha importante n√£o deram o mesmo salto qu√Ęntico, deixando-nos ainda ansiosos por ver realizado o potencial m√°ximo que a s√©rie ainda n√£o atingiu.

Devido a um setor técnico instável e algumas escolhas de design dificilmente justificáveis, não estávamos totalmente satisfeitos da oitava geração de Pokémon, considerando também que o aumento de preço em relação aos títulos anteriores não reflete o mesmo crescimento na qualidade dos jogos.

Apesar de tudo que ainda pode oferecer uma boa experiência ambos ai fãs da série mais velhos do que os mais jovens.

 



Adicione um coment√°rio a partir de Pok√©mon Sword and Shield - An√°lise do √ļltimo esfor√ßo do Game Freak
Comentário enviado com sucesso! Vamos revisá-lo nas próximas horas.